2008/03/20

Artista da treta

Em 2007, Guillermo Vargas Habacuc, recolheu um cão abandonado na rua, atou-o a uma corda na parede de uma galeria de arte e deixou-o ali para morrer lentamente de fome e sede.

Tanto o autor como os visitantes da galeria de arte presenciaram impassíveis a agonia do animal, até que este finalmente morreu de inanição.

A prestigiada Bienal Centroamericana de Arte decidiu, incompreensivelmente, que o que tinha sido apresentado era arte, e deste modo Guillermo Vargas Habacuc foi convidado a repetir a sua acção cruel na mesma Bienal em 2008.

Existe uma petição para evitar que este homem seja chamado artista e repita o mesmo acto:

www.petitiononline.com/13031953/petition.html




e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr