2008/03/28

Não comprem produtos chineses!




Verificar sempre o Made in...

Grandes marcas ocidentais fabricam na China devido ao preço irrisório da mão-de-obra

Pequim, 26 Mar (Lusa) - A China, confrontada com maiores pressões internacionais à medida que se aproximam os Jogos Olímpicos em Pequim, acusou hoje a imprensa ocidental de deformar a realidade no Tibete, criticando os países que aceitarem receber o Dalai Lama.
...
Confrontado com as críticas dos defensores dos direitos humanos sobre uma ausência de combatividade face a Pequim, Sarkozy não afastou terça-feira um boicote à cerimónia de abertura dos Jogos, a 08 de Agosto, para protestar contra a repressão no Tibete.

O porta-voz chinês advertiu ainda contra qualquer recepção oficial do Dalai Lama por Paris ou outras capitais.

"O governo chinês opõe-se firmemente a qualquer forma de contacto oficial com o Dalai Lama, seja de que país for", disse Qin, em reacção a declarações da secretária de Estado francesa para os Direitos Humanos, Rama Yade, que se declarou pronta a receber o chefe espiritual tibetano.
...
Hoje, Pequim indicou que mais de 600 pessoas se entregaram à polícia depois dos sangrentos tumultos de Lassa e dos confrontos nas regiões vizinhas do Tibete. As autoridades referiram 20 mortos, 18 civis "inocentes" e dois polícias.

O presidente do Parlamento tibetano no exílio Karma Chophel afirmou que os motins no Tibete fizeram pelo menos 135 mortos e mil feridos, e que cerca de 400 pessoas foram detidas desde 10 de Março. in ww1.rtp.pt/noticias (27 de Março 2008)


Motoristas ao nível de dirigentes

Os motoristas ao serviço da Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros têm uma remuneração mensal três vezes superior ao respectivo vencimento base, auferindo mesmo salários equiparados aos do pessoal dirigente da Administração Pública. O que significa que a maioria dos sessenta motoristas ao serviço da Presidência do Conselho de Ministros recebe cerca de dois mil euros líquidos.

O relatório da comissão técnica do Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado (PRACE) revela que esta situação é de 'difícil gestão', pelo que a prazo terá de ser ultrapassada através da 'não substituição dos que se aposentarem' ou pela 'não renovação das requisições de pessoal de outros quadros'.
O documento precisa que em relação aos veículos usados pela Secretaria-Geral, gabinetes governamentais e outras entidades integradas na Presidência do Conselho de Ministros a frota tem um custo anual de manutenção de quase meio milhão de euros. Com uma idade média de 6,5 anos, os 118 automóveis afectos aos gabinetes governamentais encontram-se em tal estado de degradação que são 'inadequados para os fins a que se destinam'.
Por isso, a eventual substituição da frota automóvel, como sugere o relatório, terá sempre de ser feita de modo gradual, de forma não contribuir para a despesa pública.
Desde 2002 que a gestão da manutenção da frota é efectuada por um prestador externo de serviços que representa um custo adicional de 9813 euros por ano, facto que é alvo de críticas.
A Secretaria-Geral garante que esta gestão é eficiente e com menores custos. O relatório apresenta dúvidas e assegura que esta situação 'não se poderá manter por muito tempo.'

322 MIL EUROS EM RENDAS

O PRACE avaliou a gestão do património imobiliário à guarda da Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros (SG PCM) e especifica que o valor das rendas pago em 2005 rondou 22 mil euros. A SG PCM opera em seis edifícios que são propriedade do Estado, sendo que os restante 12 locais de trabalho pagam uma renda cujos valores variam de caso para caso.
A renda mais cara é paga pela 1.ª Delegação da Direcção-Geral do Orçamento: 6309 euros por mês. A própria Secretaria-Geral, na Av. Infante Santo, em Lisboa, paga quatro mil euros por um rés-do-chão.
O relatório diz que a SG PCM não dispõe de pessoas com a experiência necessária para fazer uma gestão adequada de todo este património, pelo que recomenda um reforço técnico e qualificado de pessoal. Pedro H. Gonçalves in http://ocartel.blogspot.com (Março 24, 2008)

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr