2005/06/11

A SIMPLES GENIALIDADE DO MOVIMENTO

O Ballet du Grand Théatre de Genéve abriu o 40º Festival de Sintra com a apresentação de três coreografias, respectivamente de Saburo Teshigawara, que utilizou uma colagem sonora de Willi Bopp, Andonis Foniadakis, que utilizou os corais das aberturas das paixões Segundo Sao Mateus e Segundo São João de Bach e por último uma coreografia de Sidi Larbi Cherkaoui que utilizou excertos das Mystery Sonatas de Biber.

Em Para-Dice, Teshigawra trabalhou duas cores (o negro e o amarelo) sobre um cenário negro. A conjunção som/movimento permitiu um fluir de construções dinâmicas contrastantes que potênciadas pela bipartição colorística produziram impactos visuais/auditivos espectaculares. Um trabalho memorável em que foram dispensados quaisquer acréscimos cenográficos para além do que acima foi dito. Básicamente um pano preto como cenário e figurinos negros para os homens e amarelos para as mulheres.

Selon Désir de Foniadakis começou com um tratamento electroacústico de excertos dos corais que depois foram ouvidos na totalidade. Esta introdução sonora criou um efeito de expectativa aproveitado por formas extáticas ao nível coreográfico que entraram numa dinâmica de formações figurativas ao longo de toda a obra sob a potente emocionalidade produzida ao nível sonoro pelos coros das paixões de Bach. A cenografia aproveitou o mesmo fundo negro desta vez com um figurino colorido de roupas comuns que davam ao movimento uma paleta colorística que não assentava aparentemente numa estruturação fixista. Uma obra de impacto visual, dinâmico, sonoro e emocional máximo.

Loin de Sidi Larbi é uma longa peça de teatro-dança onde se ironiza com os conceitos estéticos eurocentristas e onde se assiste a construções dinâmicas impressionantes. No entanto a peça peca, em meu entender, pela falta de consistência formal que investiu as anteriores o que deixa uma sensação de insuficiência. Trata-se no entanto de um interessante trabalho "coreográfico-dramático".

O 40º Festival de Sintra começou da melhor maneira e esperamos que assim continue.Ast


O programa pode ser visto em festivaldesintra.blogspot.com














e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr