2005/11/08

SILESIAN DANCE THEATRE EM ALMADA - PORTUGAL

Tudo parece um sonho onde as realidades se confrontam. O mundo dos intérpretes e o mundo dos espectadores juntam-se no espaço lúdico. A realidade de cada um de eles é diferente, mas juntos num espaço de rivalidade, de amor e de odio são o mesmo: pessoas que lutam, que sentem e morrem. Embora eles sejam tão diferentes há momentos onde juntos criam um ambiente de harmonia. A coreografia parece não estar bem trabalhada... mas o processo parece ser muito interesante, e é por isso que os interpretes têm uma carga emocional muito grande.

Ao longo do espectáculo podemos ter muitas sensações diferentes. Até o cheiro da terra... é como se tentassem ligar o céu com o chão. Há momentos de ligacão com o infinito pelo canto de uma actriz que morre, tem uma saida da vida pelo som, surpreendendo-nos com um canto tradicional.

O espectáculo é muito variado, os interpretes utilizam todo o espaço e cada momento é preenchido por surpresas de diferentes modos. Na totalidade do conjunto não há uma harmonia para sair de aquele com uma sensação profunda de gosto, mas é verdade que cada um tem olhos diferentes, que cada um olha um mundo diferente. O melhor é a proposta cheia de sorpresas. Alaide Montoya Pitalúa



LOS NEOLIBERALES SUSPENDEN LAS ELECCIONES EN BOLIVIA

"No permitiremos que los partidos neoliberales corruptos, tránsfugas y vendepatrias bloqueen las elecciones generales que, en el fondo, significa bloquear la asamblea constituyente, las nacionalización de los hidrocarburos y la refundación del Estado", Evo Morales.
La Embajada de Estados Unidos y el candidato de la derecha, Quiroga: "no se puede permitir que un indio gane las elecciones generales".

Ante esta maniobra, llamamos a las organizaciones populares de Nuestra América y el mundo a manifestar su solidaridad con Evo Morales, el Movimiento al Socialismo, las fuerzas populares y el pueblo boliviano.
Envíe su mensaje a solidaridad@congresobolivariano.org

http://www.ellibertadorenlinea.com.ar/paginas_moviles/pol_internacional/606.htm



Em Agosto de 1987, com uma forte oposição dos Eua, os presidentes dos países centro-americanos tinham alcançado um acordo de paz para resolver os conflitos da zona: os acordos dos Esquípulas. Os Estados Unidos apressaram-se a sabotá-los... Conseguiram excluir o único "elemento indispensável" citado nos acordos: que cessasse o apoio norte-americano aos Contras. (Os voos de fornecimentos da Cia triplicaram e redobrou o terrorismo dos Contras). Noam Chomsky in Iraque-Assalto ao Médio Oriente, Antígona, Lisboa, pag. 14



Labels: , ,

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr