2007/10/28

Quartetos de Franz Schubert por The Lindsays

The Lindsays, na re-edição de uma compilação de 1992, oferecem-nos interpretações arrebatadas, que denotam um perfeccionismo técnico e uma compreensão interpretativa paradigmáticos, de vários quartetos para cordas de Schubert, e do quinteto D 956. Tive oportunidade de escutar este agrupamento ao vivo, na interpretação dos quartetos para cordas de Beethoven e devo dizer que não é um exagero quando vários guias para a compra de cd's clássicos os colocam como primeira referência neste repertório. Na verdade, não há diferença digna de ser assinalada entre o que o agrupamento faz em concerto e o que apresenta em registo discográfico. A compilação de quatro cd's de Schubert (cerca de 15 euros) da Sanctuary Classics (que também editou uma compilação com a integral dos quartetos de Beethoven pelo mesmo grupo) é uma oferta fantástica e contém o cd com os quartetos D 112 e D 804, obras sublimes, que ficam com este registo, concretizado em 1988, imortalizadas no seu grau interpretativo máximo. Podem ser feitas interpretações diferentes, igualmente inspiradas, destas criações, mas não superiores ao que The Lindsays atingiram nestes cd's. Death and the Maiden também encontra nos The Lindsays intérpretes em que a técnica suprema e a inteligência analítica andam a par com a grande emoção, ainda que neste caso particular se possam falar de mais 2 ou 3 grandes leituras feitas por diferentes agrupamentos. AST




Labels:

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr