2004/11/14

MÚSICA NA UNIVERSIDADE


Com elevado sucesso concluiu a série de concertos da Orquestra Sinfónica Portuguesa levados a cabo pela Reitoria da Universidade Nova de Lisboa no auditório do "campus" desta universidade portuguesa.


Interessante foi verificar que o público aplaudia entre os movimentos das obras o que revela a existência de um novo público rendido à música clássica. Só por isso esta iniciativa valeu a pena. Interessante foi o aumento progressivo de público que se pôde verificar do primeiro ao último concerto.


Quanto ao desempenho da sinfónica já dele escrevi um pouco mais abaixo. No entanto seria injusto não acrescentar que a metade da orquestra (a orquestra dividiu-se em duas dado tratar-se de obras para orquestra de câmara) que realizou o concerto que classifiquei de inapresentável teve um desempenho condigno no último (sábado 13) com pequenas falhas que o trabalho e uma direcção eficaz poderão suprir. Parabéns portanto aos músicos e ao maestro pelo trabalho realizado durante a semana que separou os dois concertos.



E quanto ao futuro destes "concertos na universidade"?

Já dei a minha opinião à reitoria sobre o caminho que em meu entender deverá seguir: a Escola Superior de Música de Lisboa é na actualidade um viveiro de talentos tanto ao nível instrumental quanto ao nível da criação musical. É com esta e outras instituições (entre as quais evidentemente a Orquestra Sinfónica Portuguesa) que a reitoria deverá trabalhar para darmos oportunidade aos novos talentos de se apresentarem aos colegas da academia que constituem sempre um público interessado e receptivo. Devo dizer que dia 10 assisti a uma apresentação no Teatro São Luiz de peças de estudantes de composição da ESML interpretadas por estudantes instrumentistas da mesma escola e fiquei muito positivamente impressionado. É com estes que o país pode e deve contar para um desenvolvimento substâncial da sua actividade criativa. Há que os dar a conhecer ao público e neste aspecto a Reitoria da Universidade Nova de Lisboa pode e deve assumir um papel de destaque. Seguramente que os estudantes e as Associações de Estudantes estarão de acordo que uma parte das propinas que pagam seja destinada a esta causa nobre. AST
















e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr