2010/03/17

Agências de "rating" ganharam ilicitamente

Nova Iorque, 18 mar (Lusa) - As agências de "rating" Moody's e S&P podem ter ganho ilicitamente "centenas de milhões de dólares" com esquemas de favorecimento de títulos, pelo que estão sob investigação em "vários estados" norte-americanos, disse à Lusa o procurador do Connecticut.

Richard Blumenthal apresentou na semana passada um novo processo contra as duas agências de notação financeira, depois de ter visado também a Fitch num primeiro caso em 2008, e diz que há razões para que este exemplo seja seguido por outros estados e pelas próprias autoridades federais.

"Acreditamos que o governo federal também tem causas viáveis para uma ação contra as agências de rating", disse à Lusa o procurador do Connecticut.


Europa pode ter razões para processar agências

Nova Iorque, 18 mar (Lusa) - Os países europeus podem também ter argumentos válidos para processar as agências de notação financeira ("rating"), segundo o procurador do estado norte-americano do Connecticut, que na semana passada acionou judicialmente a Moody´s e a S&P.

Estas duas agências, afirmou Richard Blumenthal à Lusa, "conscientemente mentiram ao público e fizeram-no pois isso permitia-lhes obter lucros".

Os "danos" que causaram "certamente que não se limitam aos investigadores e outros participantes do mercado que operam nos Estados Unidos", disse Blumenthal.

Etiquetas:

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr