CRITICA MUSICAL / MUSICAL CRITIC

Um blog de Álvaro Sílvio Teixeira

2010/03/31

Barroso envolvido nos submarinos

A investigação do Ministério Público alemão à alegada prática criminosa de responsáveis do grupo Ferrostaal, a quem Portugal comprou dois submarinos em 2003, teve novos desenvolvimentos nos últimos dias com a prisão de dois quadros da empresa alemã.

Os novos dados, noticiados ontem pela revista Der Spiegel, abrangem a acção do Governo português, então liderado pelo primeiro-ministro Durão Barroso e tendo Paulo Portas na pasta da Defesa.

Segundo a Der Spiegel, a investigação aponta dados concretos. "Um cônsul honorário português [alegadamente, o alemão Jürgen Adolff] aproximou-se de um dos membros da direcção da Ferrostaal em 1999 [ainda no Governo de António Guterres]. O homem terá alegadamente garantido que podia ser útil na iniciação do acordo dos submarinos." De acordo com a mesma fonte, "o diplomata honorário demonstrou a sua influência ao organizar um encontro directo no Verão de 2002 com o então primeiro-ministro José Manuel Barroso".

A revista adianta que a Ferrostaal assinou depois, em Janeiro de 2003, um acordo de consultoria com o referido cônsul onde se comprometia a pagar-lhe "0,3% do montante total do contrato, se o negócio se concretizasse" - o que deu "1,6 milhões de euros".

O DN tentou, sem sucesso, ouvir Durão Barroso. A Ferrostaal, através do responsável pelas relações com os media, Hubert Kogel, respondeu: "No âmbito de um processo de investigação criminal em relação a determinados indivíduos", o Ministério Público de Munique "emitiu um mandato de busca e apreensão nas instalações da Ferrostaal AG em Essen e Geisenheim. O alvo da suspeita não é a empresa".
...
No caso português, o grupo Ferrostaal "ganhou o contrato de 880 milhões de euros em Novembro de 2003 - com a ajuda de subornos e vários contratos de consultoria falsos". A Der Spiegel garante que "os procuradores já identificaram mais de uma dúzia de contratos suspeitos" relacionados com a venda dos dois submarinos. "De acordo com os documentos da investigação, todos esses acordos foram feitos 'para ofuscar os rastos do dinheiro'", que serviu para pagar "a decisores no Governo português, ministérios ou Marinha".

Segundo a Der Spiegel, "acredita-se que [também] foi concluído um contrato de consultoria entre a Ferrostaal e um parceiro, por um lado, e um contra-almirante da Marinha portuguesa, por outro. O acordo, muito recentemente, valeu um milhão de euros".

Entre outros beneficiários estarão alegadamente, além do referido cônsul, uma firma portuguesa de advogados que contribuiu para "garantir que o contrato fosse atribuído à Ferrostaal". Os investigadores acreditam que "muito dinheiro de subornos foi pago em compensação" a esse escritório.

Possíveis visados são os escritórios de Sérvulo Correia (pelo Estado), Vasco Vieira de Almeida (pelos alemães) e José Miguel Júdice (PLMJ, pelo concorrente francês), que o DN tentou contactar sem sucesso, a exemplo do ex-ministro Paulo Portas. A Armada escusou--se a fazer qualquer comentário. dn.pt, 31 Março

Nota: ainda bem que os alemães são eficazes. Os ingleses e o "seu" Freeport, arrastam-se, arrastam-se, para não chegarem a lado nenhum. Porque é que o MP alemão não passou os dados deste caso ao Ministério Público português? Boa questão! Se calhar não confiam...


Escutas com Sócrates destruídas esta semana

O juiz presidente da Comarca do Baixo Vouga, Paulo Brandão, disse hoje, segunda-feira, que a destruição das escutas do caso Face Oculta que envolvem o primeiro-ministro deverá acontecer ainda esta semana.

Em declarações à Lusa, Paulo Brandão disse que o juiz de instrução do processo Face Oculta, António Costa Gomes, recebeu na passada sexta-feira todas as escutas que se encontravam na Procuradoria-Geral da República e vai agora fazer uma "análise minuciosa" dos documentos.

"São cinco volumes e o senhor juiz vai ter de ver folha a folha para separar o que terá de ser destruído e o que será guardado", esclareceu Paulo Brandão, adiantando que a destruição das escutas deverá acontecer nas instalações do Departamento de Investigação e Acção Penal da Comarca do Baixo Vouga, na presença de algumas pessoas/entidades convocadas pelo juiz António Costa Gomes.

O processo Face Oculta investiga alegados casos de corrupção e outros crimes económicos relacionados com empresas do setor empresarial do Estado e empresas privadas.

Segundo o procurador-geral da República (PGR), Pinto Monteiro, o primeiro-ministro, José Sócrates, apareceu em 11 escutas feitas a Armando Vara, um dos arguidos neste processo.

O PGR considerou que em seis dessas escutas "não existiam indícios probatórios que levassem à instauração de procedimento criminal", tendo também o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) decretado a sua nulidade e ordenado a sua destruição.

Nas restantes cinco, o PGR disse que também "não existem elementos probatórios que justifiquem a instauração de procedimento criminal" contra José Sócrates, pelo que ordenou o arquivamento dos documentos, tendo igualmente o STJ decretado a sua nulidade e ordenado a sua destruição.

Na sexta feira, o procurador-geral da República anunciou que tinha remetido ao juiz de Instrução Criminal da Comarca do Baixo Vouga "todas as escutas" que se encontravam na Procuradoria relativas ao processo Face Oculta.

"O procurador-geral da República remeteu já ao senhor juiz de Instrução Criminal da Comarca do Baixo Vouga todas as escutas que se encontravam na Procuradoria-Geral da República (PGR)", segundo uma informação da PGR em resposta a uma questão colocada pela agência Lusa. jn.pt, 12 Abril 2010

Labels: , ,

Vienna Boys’ Choir caught up

The most famous choir in the world has been caught up in the wave of paedophile scandals sweeping Germany and Austria, with eight former choristers denouncing their teachers in the past few days. The Times

Labels:

Mourinho attacks Italian football

'I don't like Italian football and it doesn't like me' Guardian

Labels:

2010/03/30

Scandal and coverup

For decades church leaders kept horrific tales of abuse out of the public eye through an elaborate culture of secrecy, decepetion, and intimidation. Victims who came forward with abuse claims were ignored or paid off, while accused priests were quietly transferred from parish to parish or sent for brief periods of psychological counseling. Boston Globe

Labels:

Moscow metro death toll rises

Russia began a national day of mourning today as the death toll from yesterday's double suicide bombing on the Moscow metro increased to 39 when a woman died from her injuries.

Flags flew at half-mast on government buildings, entertainment events and shows on television were cancelled. Services were to be held at several churches. Guardian

Labels:

310 atropelados em cima das passadeiras

Num total de 636 atropelamentos, registaram-se oito mortos e 71 feridos graves. correiomanha.pt, 30 Março 2010, 00h30

Nota: portugal é uma selva perigosa...

Labels:

2010/03/29

Devia ficar na história

O estudo sobre o fenómeno da violência em meio escolar, elaborado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) já foi entregue nos Ministérios da Justiça e da Educação, com vista à criação de uma legislação própria sobre o problema, como tem defendido o procurador-geral, Pinto Monteiro.

As propostas apresentadas implicam alterações aos Códigos Penal e do Processo Penal e terão de ser aprovadas pela Assembleia da República, depois de os ministros da Justiça e da Educação aceitarem o projecto.

Segundo o referido estudo, a violência na escola contra alunos, professores ou funcionários, deverá ser previsto como crime público, ou seja, merecer procedimento criminal, independentemente de queixa.

Estabelece-se ainda a obrigatoriedade de participação dos casos de violência escolar pelos conselhos directivos das escolas. A esmagadora maioria das cerca de 300 participações já existentes na PGR não foram apresentadas pelas direcções das escolas, mas a título particular, por pais ou professores. publico.pt, 29.03.2010, 16:13

Nota: o professor de educação musical que se suicidou recentemente deveria ficar na história, na pequena e patética história de portugal... Se não fosse Ele não havia nem partidos, nem sindicatos, nem grupos independentes de professores que conseguissem o que está em vias de ser legislado. Porque do Leandro não foi provado que foi suicídio, apesar de ter sido diariamente agredido, e do professor de matemática que se suicidou, já lá vai algum tempo, só agora se soube publicamente, graças ao texto do Santana Castilho. O suicídio do professor de música saltou logo para os "media" e soube-se imediatamente dos textos que deixou. Textos que são liminarmente esclarecedores. Já que não os deixaram ter paz neste mundo que estejam em paz no outro.


Conseguiu secar tudo o que havia de bom

“Não consigo viver neste sofrimento, não suporto ouvir falar de escola. Não vou conseguir dar mais aulas.” Esta frase é extraída da carta que José António Fernandes Martins escreveu à mulher antes de se suicidar. Era professor de Matemática e Ciências da Natureza na Escola EB 2,3 de Vouzela e pôs termo à vida no início do presente ano lectivo.

José António era um professor experiente, apaixonado pela sua profissão. Era estimado e respeitado pelos alunos e pelos colegas. Nos seus 19 anos de exercício docente, que um vórtice dramático de desespero interrompeu, José António foi director de turma, delegado de disciplina, coordenador de departamento e coordenador de projectos. Diz quem o conheceu e com ele privou que foi um lutador denodado em prol duma escola que não era a que lhe foi sendo imposta.

Esgotou-se nessa luta inglória. Morreu numa espiral de sofrimento anónimo, apenas quebrado quando, depois de partir, lhe devassaram o computador. Referindo-se à anterior ministra, Maria de Lurdes Rodrigues, José António escreveu durante o prolongado processo do assédio moral que o vitimou: “Não consigo mais continuar a ser um bom professor. Esta ministra conseguiu secar tudo o que havia de bom na profissão docente". Santana Castilho no Público (31 de Março)

Labels:

2010/03/27

The conception of Jesus

At that time, Mary was about sixteen years old, and Joseph had never touched her.

One night in her bedroom she heard a whisper through her window.

"Mary, do you know how beautiful you are? You are the most lovely of all women. The Lord must have favoured you especially, to be so sweet and so gracious, to have such eyes and such lips . . ."

She was confused, and said "Who are you?"

"I am an angel," said the voice. "Let me in and I shall tell you a secret that only you must know." Philip Pullman in Guardian

Labels:

Diferenças

Ambos estudaram no liceu Camilo Castelo Branco, em Vila Real. Ambos frequentaram a "esquina da Gomes", local na altura conotado com os "betinhos" e "queques" do CDS, do PPD, e alguns PS's... Ambos foram da JSD. Ambos eram pouco dados a grandes leituras ou a outras "intelectualices". Ambos são "liberais". Ambos subiram na política graças ou através do "poder local".

Diferenças: a) um tem a voz mais bem colocada e fala num registo mais grave. b) um fala em código o outro ainda não. c) um foi convidado pelo Bilderberg o outro (ainda) não.


Icebergues

O caso BPN era a ponta do icebergue da corrupção no mundo da banca. No Apito Dourado, só conhecíamos a ponta do icebergue dos podres do futebol. O processo Casa Pia era a ponta do icebergue dos abusos sobre menores. A Noite Branca era a ponta do icebergue do mundo da vida nocturna. O advogado de Manuel Godinho entendeu por bem dizer que o seu cliente é “a face visível de um icebergue“.

Se inventariarmos todas as pontas de icebergue que têm vindo à tona nos últimos anos, e tendo em conta que a ponta do icebergue representa apenas dez por cento da massa real do icebergue, teremos de perceber que já não existe espaço para o país propriamente dito e nem sequer para nós, pois está tudo ocupado pelos icebergues.

Paulatina, mas inexoravelmente, os icebergues ocuparam todo o país e nós fomos ficando com a alma gelada. Helena Matos em blasfemias.net (28 Março 2010)

Labels: , ,

2010/03/26

Pierre Boulez at musikfest berlin 2010

musikfest berlin 2010 will take place from September 2nd to 21st. This ambitious, international orchestra festival, organized by the Berliner Festspiele in collaboration with the Stiftung Berliner Philharmoniker, launches Berlin's annual concert season. This year’s musikfest berlin celebrates the great French composer Pierre Boulez, whose impact on the music of the 20th and 21st centuries has been unique. Performed will be a number of his compositions, including large-scale works for symphony orchestra.

Pierre Boulez’s compositional oeuvre will be featured in an enthralling and multifaceted program which includes more than 60 works by approximately 25 different composers, to be performed by 27 orchestras, ensembles, and choirs from international musical life, and with the participation of 37 soloists of international standing – among them Berlin's most prominent ensemble, led by its principal conductor.

The program of musikfest berlin 2010 will be presented by the festival's Artistic Director Winrich Hopp at a press conference organized by the Berliner Festspiele and held on April 15th at 11:30 a.m. at the Philharmonie. Press Office, March 24, 2010

Labels:

Finalmente o realismo

145. De forma realista, os resultados escolares não melhoram apenas com os professores melhor formados e melhor parque escolar.
...
O bom ensino e a boa aprendizagem não se fazem sem o trabalho e o estudo do aluno.

146. Os docentes sentem-se pressionados para tolerar a indisciplina e a atitude negativa de muitos estudantes perante o trabalho escolar...

(Jornal da Fenprof, Fevereiro 2010, pag 24)


84 por dia

Será que existe relação entre a indisciplina e a violência nas escolas portuguesas e as 84 vítimas diárias da violência doméstica em Portugal (segundo o JN de hoje)?

Labels:

2010/03/25

Nós e as agências

Um dia escutei estupefacto um economista e professor universitário dizer "a Alemanha não nos deixará cair". Habituado que estou a ouvir as maiores parvoíces da boca dos portugueses, não pûde deixar de me surpreender ao escutar um professor catedrático expressar publicamente (seguramente com os alunos a ouvi-lo) semelhante imbecilidade.

Actualmente parece que a Alemanha não só nos deixaria "cair" como eventualmente pode deixar cair a própria UE.

As "agências" que baixaram Portugal para AA-, ou equiparado, enfatizam o facto dos dois principais partidos não se entenderem, ignorando que o problema estrutural de Portugal é a má formação básica dos seus cidadãos. Portugal até poderá resolver no curto prazo o problema derivado da avaliação das agências. O que Portugal não vai resolver é o seu problema crónico e estrutural de falta de "produtividade" e falta de "competitividade", derivado da má formação básica e geral dos seus cidadãos. A longo prazo é a própria viabilidade do país que estará em causa. Claro que no curto prazo ninguém se interessará por estas "complexidades", desde que se vão conseguindo resolver (ainda que ilusoriamente) os problemas mais imediatos.

Sem ser sequer votante do PSD atrevo-me a dizer que Paulo Rangel é o único dos candidatos a líder do PSD que percepcionou de alguma maneira o buraco em que Portugal está metido e no qual se afunda cada dia que passa. É verdade que não apresenta grandes soluções (e que as apresenta?). A dimensão do problema e a sua verbalização transcende o quadro de um discurso eleitoralmente rentável. Mas compreender a gravidade da situação já é um muito bom começo. Os outros candidatos reduzem-se ao discurso do "politicamente correcto". Discurso esse que tem sido levado à prática, nomeadamente na educação, e conduziu Portugal ao estado em que se encontra.

Portugal transformou-se num país de "veteranos" (aqueles imbecis que gozam e humilham os "caloiros"). Parte substancial desses "veteranos" só serviu para dar despesa ao país nas universidades públicas onde conseguiram o diploma, uma vez que a respectiva formação universitária não lhes servirá, nem a eles nem ao país que lhes pagou o curso, rigorosamente para nada. Também aqui Paulo Rangel esteve bem: se o ensino profissionalizante existe na Alemanha, em França e na Escandinávia, porque raio de estúpida portuguesada não há-de existir em Portugal?! É melhor termos mecânicos de automóveis vigaristas que trabalham a "olho" mas fazem-se pagar ao minuto? É melhor ter-se de mendigar para se conseguir um canalizador que eventualmente deixará o trabalho com defeitos? Os restaurantes! Os portugueses "empresários" ou são construtores ou restauradores. Coisas que não necessitam, à partida, grande formação ou inteligência, e em Portugal são áreas literalmente "liberalizadas"... Mas a maioria desses "empresários" da restauração não conhece o básico, o mais elementar, da higiene e da segurança alimentar! Depois reagem mal quando se pede um livro de reclamações...

Se eu fosse do PSD não teria a mínima dúvida em escolher Rangel: não porque tem "tendências de esquerda" mas, para além do que acima enunciei, porque não saiu dessas máquinas de fazer políticos de plástico desligados da realidade dramática do país que são as juventudes partidárias.

Nota: não é que o meu apoio contasse muito, mas depois de saber isto esse apoio deixa de existir. Mas não andem com muito alarido porque o PC (Passos Coelho) também lá irá (como foi o Sousa). A não ser que lhe façam a tremenda desfeita de não o convidarem...

Labels:

2010/03/22

Típico caso de polícia *

Professor quis deixar as queixas em acta.

O documento desapareceu.

Acta omite queixas.

Directora impede a sua rectificação.

DREL foi informada do suicídio no dia 4 e Inspecção-Geral da Educação no dia 10.

No dia 27 de Janeiro, o professor de música da Escola Básica 2+3 de Fitares, em Sintra, fez mais um pedido de ajuda. O último antes do suicídio. Na reunião do grupo da sua disciplina, L. V. C. alertou os colegas para a sua dificuldade em dar aulas a uma turma do 9º ano devido à indisciplina de alguns alunos.

O relato deveria constar na acta, mas o professor de música - que foi destacado como o secretário daquela reunião -, morreu antes de redigir o documento.

Após a sua morte, a tarefa foi delegada a outra colega que escreveu o relatório, mas terá omitido a queixa do docente. ionline

* que pode perfeitamente acontecer nas escolas portuguesas...

Como isto:

"Agora que são conhecidos os textos que o referido professor deixou sobre os vexames a que era sujeito pelos alunos, os professores exigem uma rectificação da acta de modo a que seja incluída a queixa do professor de música.

Ou seja, exigem que passe a conhecimento formal o que todos estavam fartos de saber mas que para consolo das consciências e sedativo do dia a dia só se conhecia informalmente." Helena Matos em blasfemias.net

Nota: ficamos todos à espera, com curiosidade, para ver o que o Ministério Público português vai fazer...

Labels:

Full disclosure

Pope Benedict should ensure that Cardinal Sean Brady, the head of the Irish Church who has refused to resign over the mishandling of a serial abuser and his attempt to enforce a secrecy agreement on child victims, should leave his post forthwith.

He should also demand that Cardinal Bernard Law, the former Archbishop of Boston, quit his haven in the Vatican and return to the United States to face legal proceedings.

The perception of ecclesiastical impunity, the drip-drip of revelations and the clumsy attempts at cover-ups are inflicting as much damage on Catholicism as the sale of indulgences and venal pursuits of the clergy in the 15th century. It must stop now. The Times

Labels:

Barack Obama's healthcare bill passed

Barack Obama last night forced his bitterly fought healthcare reform bill through Congress, bringing near-universal coverage to Americans and delivering the first major triumph of his presidency. Guardian

Labels:

Like a cab for hire

THE familiar bespectacled figure sitting in the meeting room looked every inch the management consultant. He had just returned from a business trip to Dubai and was now looking across the table at a new commercial opportunity.

Residents of North Tyneside might well have recognised him, because it was Stephen Byers, their MP. He is more widely remembered as a former transport minister who was close to Tony Blair.

The woman on the opposite side of the table was an executive from a communications company, seeking to hire Byers because of his connections in government. The Times

Note: now we can to understanding very well why british didn't investigate properly the Freeport Case...

Labels: ,

2010/03/19

Labels: , ,

Uncomfortable Truth

Deportations have powerful symbolism in modern European history. The notion that the government of a would-be member state of the EU might propose the forced collective expulsion from its territory of a specified nationality ought to be unthinkable.

Yet that course was casually threatened yesterday by Recep Tayyip Erdogan, the Turkish Prime Minister, against 100,000 Armenian migrants. The Times

Labels: ,

Year of resistance

The First Couple of the Iranian opposition movement have marked the start of the Persian New Year this weekend by demanding a "year of resistance" against a despotic regime.

In defiant video messages posted on the internet Mir Hossein Mousavi and his wife, Zahra Rahnavard, accuse the regime of violating the constitution, wrecking the economy and destroying Iran's international standing. The Times

Labels:

The remaining elephants in Sierra Leone were killed

The few remaining elephants in Sierra Leone were killed in October by poachers serving the thriving black market in ivory, which fetches up to $1,500 (£980) a kilo in the Far East. In the Zakouma National Park in Chad, poaching has cut the population from 3,885 in 2006 to only 617 last year.

The number of elephants lost to poaching in Kenya has quadrupled in the past two years. Kenya is one of seven African nations proposing a 20-year moratorium on sales of stockpiled ivory. The Times

Labels:

2010/03/18

Accounting to us all

"One of the great differences between banking, financial services generally, and other activities, is that you can increase the profits of the outfit simply by changing the risk profile … And [you] will wind up short term with very big profits, and if you gear up the remuneration system appropriately, become rich quite quickly." Guardian

Note: fantastic "liberal sistem"...


Adair Turner calls for limits on speculation

THE chairman of Britain’s financial watchdog fired a fresh shot across the City’s bows last night, calling for tough limits on financial speculation by bank traders and hedge funds.

Arguing for a dramatic break with three decades of conventional wisdom, Lord Turner advocated a tax on financial transactions and said proprietary traders should face strict capital and borrowing rules. cityam

Labels:

Agências de "rating" ganharam ilicitamente

Nova Iorque, 18 mar (Lusa) - As agências de "rating" Moody's e S&P podem ter ganho ilicitamente "centenas de milhões de dólares" com esquemas de favorecimento de títulos, pelo que estão sob investigação em "vários estados" norte-americanos, disse à Lusa o procurador do Connecticut.

Richard Blumenthal apresentou na semana passada um novo processo contra as duas agências de notação financeira, depois de ter visado também a Fitch num primeiro caso em 2008, e diz que há razões para que este exemplo seja seguido por outros estados e pelas próprias autoridades federais.

"Acreditamos que o governo federal também tem causas viáveis para uma ação contra as agências de rating", disse à Lusa o procurador do Connecticut.


Europa pode ter razões para processar agências

Nova Iorque, 18 mar (Lusa) - Os países europeus podem também ter argumentos válidos para processar as agências de notação financeira ("rating"), segundo o procurador do estado norte-americano do Connecticut, que na semana passada acionou judicialmente a Moody´s e a S&P.

Estas duas agências, afirmou Richard Blumenthal à Lusa, "conscientemente mentiram ao público e fizeram-no pois isso permitia-lhes obter lucros".

Os "danos" que causaram "certamente que não se limitam aos investigadores e outros participantes do mercado que operam nos Estados Unidos", disse Blumenthal.

Labels:

2010/03/17

Os exóticos

Quando comecei a ler sobre o professor que se suicidou dei logo com os habituais estereótipos que os broncos portugueses, velhos e novos, usam para estigmatizar o que é diferente deles e dos seus modelos comportamentais: é "muito calado" e sobretudo o transgeracional-portuguesíssimo "é esquesito".

Obviamente não vou falar aqui de como os portugueses são vistos noutros países mas vou somente assinalar como o sistema de ensino em Portugal falhou alguns dos objectivos elementares (porque de "competitividade" estamos mais que conversados) que se pretendem de um "sistema de ensino".

Quando ouvimos jovens a dizer "é esquesito", referindo-se a um professor mais "introvertido", verificamos que apesar de Portugal estar há 30 anos na UE (ou apoiado pela UE), nada de substancial se alterou desde os tempos do Salazar em que os estrangeiros eram vistos como "esquesitos", unicamente tolerados (desejados e adulados) porque significavam dinheiro e a vinda mulheres bonitas e "abertas", para os esfomeados e desesperados portugueses, que no entanto - apesar do contacto com os e as estrangeiras - não alteraram a sua patética patologia de animais possessivos e ciumentos, frequentemente agressivos e violentos.

Por outro lado, ser-se "introvertido", num lugar habitado por broncos, só poderia mesmo ter uma conotação negativa: a normalidade é ser-se palerma e barulhento, sem qualquer capacidade reflexiva ou densidade de análise.

Decididamente, quem é "esquesito", e muito, é este lugar exótico chamado Portugal, mais os nativos...


No país do fantástico

Os alunos da Escola Básica 2,3 Almeida Garrett, em Alfragide (Amadora), tiveram ontem um final de tarde assustador, com um esfaqueamento entre dois colegas e um assalto mesmo à porta do estabelecimento.

Pouco passava das 16h00 quando dois alunos se envolveram numa acesa troca de palavras. De acordo com o relato de colegas que testemunharam a situação, G., de 14 anos, levou uma faca para a escola e, por diversas situações, exibiu-a aos companheiros. À saída da escola, G. voltou a fazer o mesmo, mas não contava com a reacção de L., de 16, que o esbofeteou. Armado, G. não hesitou e acabou por desferir três golpes ao colega. Segundo o CM apurou, L. foi assistido no Hospital Amadora-Sintra e já recebeu alta. Ao final da tarde, G. já estava referenciado pelas autoridades. A pedido da escola, foi realizada uma acção policial no bairro Cova da Moura, local de residência do jovem.

Os alunos da EB 2,3 Almeida Garrett ainda não estavam refeitos da situação quando um casal, com idades entre os 25 e os 30 anos, abordou um grupo de jovens, roubando-lhes os telemóveis. correiodamanha.pt, 17 Março 2010 - 00h30


Ia tomar uma rica banhoca* e (teve azar) escorregou...

As investigações do Ministério Público sobre o desaparecimento de Leandro devem concluir que a criança de 12 anos não se queria suicidar no rio Tua, em Mirandela, mas sim que tudo se ficou a dever a um acidente.

O DN apurou junto de fonte policial que dos nove alunos que acompanharam o Leandro até às margens do rio, apenas dois - os primos Ricardo e Christian - afirmaram que ele se queria suicidar.

Os restantes seis desmentem esta versão, adiantando uma série de procedimentos que a comprovam: a criança despiu-se calmamente junto a uma mesa de pedra do parque de merendas, colocou ali a sua roupa devidamente dobrada e, de roupa interior, aproximou-se da margem colocando na água primeiro um dos pés para verificar a temperatura.

* nas águas geladas do Tua

Nota: já agora uma pergunta estúpida (e algo inconveniente): porque é que os nove (ou oito?) colegas que acompanharam o Leandro não impediram o acto insane de se meter num rio quase gelado (se não morresse afogado morreria seguramente de frio)?

Nota 2: o professor que caiu da ponte 25 de Abril ia ver as belas vistas e (grande azar) escorregou... Ha! Não! Não foi assim (parece que escreveu uns textos explicando porque se ia suicidar)... Afinal suicidou-se (porque era um fraco, só pode!).

Nota 3: obviamente que as mortes "sem uma causa definida" se devem todas, todinhas, a "causas naturais" (absolutamente naturais no "país do fantástico"...): "Segundo o INE, mais uma vez, a taxa deste tipo de mortalidade sem uma causa definida em 2008 ascende aos 64,5 por cem mil habitantes, enquanto, no mesmo exercício estatístico, os suicídios se ficam pelos 7,9 por 100 mil habitantes. publico.pt, 15.03.2010 - 07:35"

Nota 4: estamos a falar (na nota 3) de 64,5 mortes "sem uma causa definida" (se o professor se tivesse suicidado sem deixar uma nota a explicar porque se ia suicidar a sua morte seria considerada "sem uma causa definida", pois poderia simplesmente ter escorregado e caido ao rio), mais 7,9 devido a suicídio, cada ano, por cada cem mil habitantes! É só fazer as contas...


É chato quando quem paga vem estragar a festa*

A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu hoje que um país europeu seja obrigado, em último recurso, a sair da zona euro se, “repetidamente, não cumprir as condições” necessárias para se manter na moeda única.

A chefe do Governo alemão vem assim enfatizar as declarações do seu ministro das Finanças, que, na semana passada, num artigo de opinião no Financial Times, tinha defendido esta ideia.

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schauble, tinha defendido na semana passada a saída da zona euro dos países que não consigam consolidar as finanças públicas ou reestruturar a economia, num artigo publicado no Financial Times.

“Se um país membro da zona euro, no limite, não conseguir consolidar o seu orçamento ou restaurar a sua competitividade, este país, deve, como solução de último recurso, sair da zona euro, embora mantendo-se como membro da União Europeia”, escreve o ministro das Finanças, num artigo em que é analisada a situação das finanças públicas gregas. publico.pt, 17.03.2010 - 10:05 (Lusa)

* da "normalidade"...

Nota: remetamo-nos a uma curiosa passagem que refere a "competitividade" de Portugal: "En revanche, l'économie portugaise n'est pas assez compétitive.» Le pays cumule plusieurs handicaps : manque de productivité, secteurs à faible valeur ajoutée, formation insuffisante, natalité en déclin…" in lefigaro.fr, 12/03/2010, Mise à jour: 21:46

Labels:

2010/03/16

Desobedeceu aos sinais?!

O que acontece no dia-a-dia é uma coisa chata. Quem cantava isto, numa música do rapper português Sam the Kid, era MC Snake, ou Nuno Rodrigues, que morreu nesta segunda-feira, depois de ter sido baleado por um agente da PSP. O dia-a-dia pode ser bem pior que chato. Hoje foi.

O agente que disparou mortalmente sobre o músico foi ouvido à tarde pela Polícia Judiciária, e constituído arguido. A vítima tinha 30 anos. Vivia com a mãe, em Chelas. “Costumava dizer a brincar que era casado com a mãe”, diz Sam the Kid (Samuel Mira), ao PÚBLICO. Nuno Rodrigues era o irmão mais novo numa família com quatro filhos. Deixa uma filha de dois anos. A morte ocorreu cerca das 5h, na Travessa de S. Domingos de Benfica, após uma perseguição policial que começou na Doca de Santo Amaro.

Em comunicado, a PSP alega que “o condutor desobedeceu aos sinais regulamentares de paragem”. Seguiu-se a perseguição pelas ruas da capital, até à intercepção do fugitivo, na Radial de Benfica, onde, segundo a polícia, “foram efectuados disparos de arma de fogo”.

O autor do tiro mortal é um agente que tinha pouca experiência e estava há pouco tempo na corporação, disse fonte da PSP à agência Lusa. O carro, um Lancia Y10, de cilindrada 1000, com mais de 10 anos e problemas mecânicos, imobilizou-se. MC Snake não sobreviveria. Segundo a família, a bala que o matou perfurou a traseira do carro, atravessou dois bancos e atingiu o condutor nas costas. publico.pt, 15.03.2010 - 21:21

Nota: “o condutor desobedeceu aos sinais regulamentares de paragem”? E depois? Como se pode esperar que os jovens respeitem os sinais se as escolas portuguesas nem sequer os educam para que respeitem os respectivos professores?


Crise? Qual crise?!

Rui Pedro Soares, o antigo administrador da PT, envolvido na polémica tentativa de compra da TVI, recebeu em 2009, 1,533 milhões de euros de salários, dos quais 1,035 milhões são relativos a remuneração variável e prémios de gestão, anunciou a empresa.

Nota: com ou sem crise os "boys" governam-se sempre bem.

Labels:

2010/03/15

Freeport: novos factos que envolvem Sócrates

Os investigadores ingleses encontraram um novo documento sobre o alegado pagamento de “luvas” no âmbito do licenciamento do Freeport e no qual aparece o nome do primeiro-ministro, José Sócrates, do ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, e do ex-secretário de Estado do Ambiente Rui Gonçalves, noticia o “Correio da Manhã”.

De acordo com o mesmo jornal, o documento manuscrito foi feito por Rick Dattani, adjunto de um dos administradores do Freeport, responsável pelo projecto de Alcochete. Os três nomes constam de um papel com alusões ao pagamento de subornos de cerca de 2,2 milhões de euros e foi feito em Dezembro de 2001 na sequência de uma conversa entre Dattani e Charles Smith, o intermediário entre os ingleses do Freeport e o Governo português no processo de licenciamento da superfície comercial.

O documento, segundo o “Correio da Manhã”, chegou à investigação no final de 2009 e Dattani já terá confirmado a sua autenticidade, ainda que tenha dito que o pagamento previsto não se chegou a concretizar. A carta que agora surge pode inviabilizar que o inquérito ao caso fique concluído ainda este mês e levanta de novo a hipótese de o primeiro-ministro ser inquirido formalmente. O mesmo poderá acontecer com Pedro Silva Pereira. 15.03.2010 - 10:12 - PÚBLICO


O lento suicídio de um país

Em 2008 registaram-se 1035 suicídios em Portugal, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). No mesmo ano, o Ministério da Administração Interna refere que terão ocorrido 776 mortes na estrada, na sequência de acidentes de viação. O suicídio consolida-se, desta forma, como a principal causa de morte não-natural. O fenómeno verifica-se desde há poucos anos e justifica-se com o aumento do número de óbitos por lesões autoprovocadas intencionalmente, mas, sobretudo, com uma diminuição nos números oficiais das vítimas mortais em acidentes de viação. No entanto, os especialistas alertam que podem existir falhas importantes no registo destes números.

O cadastro iniciado em 1960 mostra que, durante muitos anos, a primeira causa de morte não-natural no país foram os acidentes de viação, que, nos piores anos de 1975 e 1988, chegaram a somar um total de 2676 e 2534 mortos, respectivamente. A partir do ano 2000, os números começaram a ficar cada vez mais próximos e a primeira ultrapassagem dos suicídios foi em 2004. Neste ano, o INE reporta 1195 suicídios e o MAI 1135 mortos em acidentes de viação. Em 2005, uma ligeira descida dos suicídios (passaram para 910) dava o primeiro lugar aos mortos na estrada (1094). Porém, desde 2006 que os óbitos por lesões autoprovocadas intencionalmente ocupam o primeiro lugar nas causas de morte não-natural. De uma diferença mínima entre os 868 suicídios para as 850 mortes a lamentar nas estrada, em 2006, no ano seguinte o fosso alargava com o aumento de óbitos por lesões autoprovocadas intencionalmente (1014) e a manutenção da tendência descendente nas vítimas mortais em acidentes de viação (854).

Estes são os números crus. Mas os vários especialistas contactados pelo PÚBLICO referem que, dificilmente, estes serão os números reais. Segundo argumentam os profissionais de saúde mental, faltará contabilizar alguns dos registo efectuados pelo INE ao abrigo da "mortalidade por sintomas, sinais, achados anormais e causas mal definidas". É que, explicam, algumas das mortes de causa indeterminada poderão ser atribuídas a suicídio. Segundo o INE, mais uma vez, a taxa deste tipo de mortalidade sem uma causa definida em 2008 ascende aos 64,5 por cem mil habitantes, enquanto, no mesmo exercício estatístico, os suicídios se ficam pelos 7,9 por 100 mil habitantes. publico.pt, 15.03.2010 - 07:35

Labels: ,

2010/03/14

Berlusconi in ‘protection deal with mafia’

THE billionaire Italian prime minister, Silvio Berlusconi, once met a leading mafia godfather to ask for protection, according to testimony gathered over several years by crime prosecutors. The Times

Labels:

2010/03/13

Portugal: o reino da brutalidade *

Na Escola Básica de Fitares, em Rio de Mouro, Sintra, continua a imperar o silêncio. Mas agora vem acompanhado de apreensão. De ainda mais medo. Muitos docentes olham para o caso do professor de Música que se suicidou e revêem-se no seu desespero. Luís atirou-se da Ponte 25 de Abril a 9 de Fevereiro por não aguentar a indisciplina dos alunos. Não era caso único. Era a ponta de um novelo que, ao ser desenrolado, revela histórias de professores agredidos por alunos e pais. Insultos verbais. O último caso grave aconteceu na semana passada. Uma professora de Educação Visual desmaiou depois de ter sido empurrada pelos alunos. Teve um traumatismo craniano. Público

* disfarçada sob a palavra (muito moderna...) "bullying".


Reino de broncos e monstros

Luís não avisou ninguém do acto radical. Mas radicalizou, segundo a família e os colegas, os apelos junto da direcção da escola para que resolvesse a indisciplina, em particular naquela turma. Fez várias participações que não terão tido seguimento.

Nota: num país normal, a gente que manda nesta escola e que ignorou os apelos do professor teria de responder em tribunal criminal, e perderiam o lugar enquanto empregados do Estado com substanciais responsabilidades. Mas em Portugal - reino de broncos e monstros - ficarão seguramente impunes. Assim como todos aqueles que transformaram a vida do professor num inferno. Portugal é um país horroroso e uma vergonha para a Comunidade Europeia, que em vez de observar deveria intervir contundente e decisivamente num país onde os Direitos Humanos - apresentados como o pilar mais fundamental da construção europeia - são sistematicamente violados sob o pretexto da "pedagogia" e outras farsas.


Competitividade?!

"En revanche, l'économie portugaise n'est pas assez compétitive.» Le pays cumule plusieurs handicaps : manque de productivité, secteurs à faible valeur ajoutée, formation insuffisante, natalité en déclin…" in lefigaro.fr, 12/03/2010, Mise à jour: 21:46

Nota: como pode Portugal ter alguma produtividade (e "competitividade") com um ensino que favorece a brutalidade e somente consegue produzir jovens idiotas e broncos? Por favor!


Tangencialmente correcto

"Un Estado que no controle sus finanzas no puede decidir sobre las finanzas de otros miembros del Eurogrupo", señala el ministro alemán, quien exige que, para que la unión Monetaria continúe siendo operativa, "se debe poder suspender el derecho de voto de un país miembro no cooperativo en el Eurogrupo". libertaddigital

Nota: seria mais justo que fosse o governo do país a ser suspenso e o país passasse a ser governado directamente por um "directorado" nomeado pela UE. As pessoas - ainda que eventualmente tenham votado nos corruptos - não devem e não podem ser totalmente responsabilizadas pelo resultado daquilo que os corruptos fazem ou fizeram.

Labels: ,

Linklaters and Ernst & Young face action

Two of the City’s biggest names were battling last night to protect their reputations after an explosive new report on the collapse of Lehman Brothers threatened both with potentially crippling lawsuits.

Linklaters, one of the world’s premier law firms, and Ernst & Young, the accountancy giant, were both criticised in an investigation that accused the latter of “professional malpractice”. The Times

Note: it was just british business, as usual.

Labels:

2010/03/12

Quem é responsável?

Ninguém. Foi o bullying …

Os educadores portugueses descobriram um novo conceito, suficientemente plástico e indefinido, para justificar tudo aquilo que corre mal nas escolas: o bullying.

Qualquer caso de violência é diagnosticado como um caso de bullying, mesmo que parte da informação seja falsa, exagerada ou enviesada. Mesmo que os detalhes do que aconteceu não sejam conhecidos. Os pedopsiquitras são de imediato chamados à televisão onde elaboram sobre bullying dizendo que a culpa é de todos, que os agressores também são vítimas e que só com muito amor, muita dedicação, muito moralismo e muitos pedopsiquiatras é que o problema se resolve. Mas foi este um caso de bullying (o que quer que isso seja)? Ah, se calhar não foi...

Nota: as "ciências da educação" e as "pedagogias modernas" destruiram Portugal. Portugal transformou-se num lugar populado por brutos, corruptos e mafiosos, educados nas escolas públicas sob a lei do silêncio e a brutalidade dos mais fortes, que rapidamente passam de "jovens com problemas" a "capos" mafiosos e violentos. Para mudar Portugal (ou muda ou desaparece: a longo prazo não existe meio termo) vão ser precisas medidas fortes e contudentes, que não deixem qualquer margem para os brutos continuarem a impor as suas leis e o seu regime de terror. Há gente das "ciências da educação" e das "pedagogias ("psicologias" e outras "ciências humanas"...) modernas" que são os verdadeiros responsáveis pelo estado de brutalidade extrema a que o "reino" chegou. Deveriam ser detidos e julgados em Tribunal Marcial...

Labels:

2010/03/10

CDS

It is not possible to take out an insurance policy on someone else's house – because you would then have a financial interest in burning it down. But investors can do something similar with a CDS. Guardian


Brussels targets derivatives

José Manuel Barroso says European commission considering ban on credit default swaps to ease market pressure on Greece. Guardian

Labels:

2010/03/09

The bankers' moral hazard

The failures have not been failures of the market economy. They have been failures of men and women who forgot that market discipline meant that they had to be disciplined in order to get results out of the market place. Paul Myners in Guardian

Note: have not been failures of the market economy... Seriously?

Labels:

2010/03/08

Terror nas escolas portuguesas

A família do aluno de uma escola de Mirandela que seria alvo de violência dos colegas e se atirou ao rio Tua está indignada: desde terça-feira, o dia em que Leandro foi levado pela corrente do rio, não houve da parte do estabelecimento de ensino qualquer contacto ou manifestação de pesar.

"Nem uma palavra de solidariedade. A família merecia maior respeito", lamenta Paula Nunes, tia de Leandro, que assim condena a atitude do conselho executivo da Escola Luciano Cordeiro. Desde o trágico dia que a escola mantém as actividades lectivas regulares, recusa prestar qualquer declaração pública e também não o faz em privado, à família do menino desaparecido. "A mãe foi contactada pela directora de turma, que lhe manifestou todo o apoio, mas a directora de turma não representa a direcção da escola", diz a tia do aluno de 12 anos.

Existem fortes suspeitas de que a criança era vítima de violência continuada por parte dos colegas: a avó relatou um episódio de internamento por uma agressão fora do recinto escolar praticada por alunos da mesma escola e alguns colegas testemunharam que antes de se dirigir ao rio Leandro teria sido novamente agredido. publico.pt, 08.03.2010, 08:18


Terror sistemático e continuado

Em qualquer escola, pública, privada, militar, civil, religiosa, laica… pode acontecer uma violação, um suicídio, agressões. O que não pode acontecer é fazer-se de conta que não aconteceu nada. E sobretudo subestimar as circunstâncias que permitiram que tal acontecesse. Em muitos casos ocorridos nas escolas públicas durante o ensino obrigatório encontramos invariavelmente uma imensa impotência perante os agressores muitas vezes reincidentes e reforçados pela impunidade dos seus actos; a escola como um lugar onde existem espaços como os corredores, os pátios e os portões onde professores e contínuos não impõem regras. Estas notícias são uma pequena amostra desse vazio de poder versus lei do mais forte:

”Uma menina de 10 anos teve que receber tratamento depois de ter sido espancada. Agressão foi praticada na própria escola [Escola Básica Integrada do Monte da Caparica, em Almada] e os agressores apontados pela garota são quatro alunos, seus colegas. A GNR investiga o caso.” - Jornal de Notícias, 8 de Fevereiro, 2009

“A PSP vai comunicar ao Ministério Público a agressão sofrida, esta terça-feira, por um professor de Inglês da Escola Básica 2,3 Dr. Francisco Sanches de Braga, que ficou a sangrar abundantemente depois de esmurrado pelo tio de um aluno, disse à Lusa fonte da corporação.” – Portugal Diário, 11 de Fevereiro, 2009

Alunos apontam arma de plástico a professora na escola do Cerco do Porto, Dezembro 2008

9º C em grande”

Mais de 1200 agressões nas escolas no ano lectivo de 2004/2005

Beja: violência na escola leva a demissão em bloco

Aluno agrediu professora grávida

Nota: existem seguramente muitas escolas que CRIMINOSAMENTE escondem as atrocidades que diariamente acontecem dentro das suas portas. Este crime grave de ocultação de outros crimes em Instituições Públicas deveria ser punido com prisão efectiva. Deveriam ser dados passos no sentido de que assim aconteça.

Labels:

Firms flock to 'bankruptcy brothel' UK

A GREEK multinational company has deprived creditors of £1.3 billion by claiming that a one-man London office was its global headquarters and exploiting lenient insolvency rules introduced by Labour.

Wind Hellas, Greece’s third-largest telecoms company, moved its assets to Britain from Luxembourg in August. Its tiny London head office consisted of one man, one desk and a computer.

Two weeks later it began the process leading to its adminstration, using a financial device known as a “pre-pack” which grew out of legislation championed by Gordon Brown when he was chancellor. The Times

Note: it's "british business", as usual.

Labels: ,

2010/03/06

Labels: ,

Clear fingerprints

It is an "increasingly remote possibility" that human activity is not the main cause of climate change, according to a major Met Office review of more than 100 scientific studies that track the observed changes in the Earth's climate system. Guardian

Labels:

2010/03/05

Election victory for anti-muslim party

The Freedom Party, founded by Mr Wilders in 2005, won in the town of Almere, near Amsterdam, and came second in The Hague, the only two places in which it fielded a candidate out of 394 cities and towns, aiming for maximum impact with minimum campaigning.
...
He has compared the Koran to Hitler’s Mein Kampf. The Times

Labels:

2010/03/04

Labels: , ,

2010/03/03

Earthquake devastates Chile















on Standard

Labels:

Jafar Panahi arrested

Artists from around the world yesterday called for the release of the Iranian film-maker Jafar Panahi, who was arrested in a raid on his home in Tehran. The award-winning director, a vocal supporter of the Opposition, was seized on Monday night along with his wife and daughter and 15 house guests. The Times

Labels:

2010/03/02

Governo fantoche

Países dirigidos por partidos que se dizem de "inspiração socialista", como UK e Portugal, criaram os sistemas mais desigualitários da Europa (sim, "Inglaterra" não faz parte da "grande tradição" cultural europeia, é uma ilha que continua a sonhar voltar a ser um Império, não deveria estar na UE, mas, infelizmente, por enquanto ainda está*).

O "liberalismo inglês", que é aplicado em países terceiro-mundistas e em países europeus ex-comunistas, atrasados e pelintras como Portugal, é um cancro que extremou as desigualdades económicas, sociais e culturais, sempre sob a hipocrisia extrema (e indecente) do igualitarismo e das "pedagogias modernas" (sempre muito multi-culturalistas...).

Portugal, um país pobre e pelintra, onde uma parte significativa dos seus habitantes passa frio no Inverno (segundo um estudo recente da UE), onde o salário mínimo não chega aos quatrocentos euros, possui dos gestores mais bem pagos da Europa. No entanto a competitividade do país é quase nula...

Lisboa é uma cidade onde os preços e rendas da habitação anda a par de Berlim, com a "pequena" diferença de que Berlim é um dos centros do mundo e Lisboa não é o centro de nada.

Se um país pobre e pouco produtivo como Portugal quiser copiar o que os "grandes" fazem, ao menos que copie aquilo que de bom os grandes fazem: na Alemanha existe, desde há muito, um imposto progressivo - aumenta substancialmente de ano para ano - que penaliza as habitações desocupadas, obrigando desta maneira os proprietários a vender ou alugar por valores decentes.

Por outro lado, em Portugal dever-se-ia acabar com as rendas antigas, mais ou menos congeladas (os aumentos legais anuais são simplesmente ridículos e insignificantes), de "cinco tostões" por mês, que em muitas situações favorecem gente que pode pagar valores "normais" (parte desses casos situam-se em "zonas nobres"), e outros que se aproveitam do sistema para sub-alugar por dez ou vinte vezes mais que aquilo que pagam aos respectivos senhorios.

Mas afinal trata-se de um drama comum aos Estados corruptos e terceiro-mundistas: como os governos esbanjam o dinheiro nos cargos para os boys e familiares, e em obras públicas a concretizar pelas empresas "do costume", alguns privados prestam o serviço social que o Estado não presta, alugando casas por valores ridículos. Por outro lado, as pessoas com rendimentos baixos (obviamente que o dinheiro que vai para os boys vai faltar em algum lado), arranjam estratégias de sobrevivência (admito que para alguns será mais uma estratégia de enriquecimento à custa do senhorio) como, por exemplo, sub-alugar apartamentos pelos quais pagam rendas antigas (ridiculamente baixas), ou alugar quartos.

Se um governo "socialista", durante anos e anos no poder, não conseguiu resolver pelos menos o problema da habitação - respeitando e aplicando o que a Constituição preconiza - é porque se trata de um governo fantoche, totalmente mergulhado em escândalos de corrupção, que nem é socialista nem é governo.

* e cada vez melhor se percebe porque está: não porque se sinta "europeia", não porque queira participar no "projecto europeu": está na UE simplesmente para defender os seus interesses. O Blair falava claro e dizia que UK deveria estar na UE porque estando "por dentro" melhor protegeria e defenderia os seus interesses.

Labels:

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr