2008/04/26

Pena simbólica para os broncos praxitas

No Público de ontem, a propósito do processo das praxes violentas na Escola Superior Agrária de Santarém, lê-se:

Também o Ministério Público leu na atitude dos arguidos uma demonstração dos "pequenos poderes que humilham quem está por debaixo e idolatram os que estão em cima", na raiz dos quais estão muitos dos males da História do século XX. "É o padrão civilizacional que nos distingue da barbárie", disse.

Muito bem. Assino por baixo. Sendo assim não deveriam os arguidos - que imagino serem uma espécie de broncos para quem este tipo de discurso não passa de "tretas" - serem condenados pelo menos a uma pena de prisão suspensa em vez de uma "pena simbólica"?

Maria! Como e onde se formam os broncos?


Separar o trigo do diesel

É o título de uma peça de absoluta pertinência, publicada naquele mesmo jornal, no "Dia da Liberdade". Não nos podemos esquecer que sob o manto da nossa liberdade ecológica e da moda "ser verde", não temos o direito de ocupar os espaços cultiváveis com plantações para produzirem diesel e gasolina "verdes", quando esses campos são necessários para produzir trigo. Trigo (nomeadamente) não para fazer diesel "verde" mas para alimentar os esfomeados, que são centenas de milhões neste mundo "avançado" e ultra-tecnológico...

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr