2009/09/14

Já nos bastam os estádios

Há algo que, concerteza devido ás minhas muitas limitações, me escapa na compreensão da importância de um TGV a ligar Madrid/Lisboa.

Se pensarmos que é mais fácil chegar a Londres que, por exemplo, ir de Chaves a Orense (de transportes públicos, porque de carro será pouco mais de meia hora), talvez se conclua que Portugal e Espanha necessitam de outras ligações que não um TGV a ligar duas capitais já bem servidas pelas linhas aéreas low-cost, nomeadamente.

Por mais ecológico que seja tenho as minhas dúvidas que as pessoas vão pagar o mesmo (ou substancialmente mais...) que pagariam pela viagem de avião só para fazerem a vontade aos governos...

Um TGV que vai andar vazio (por quem sois senhores: já nos bastam os 11 estádios de futebol construídos num acesso de esquizofrenia dos governantes, muito aplaudidos pelo "povo", estádios que agora só servem para dar despesas de manutenção) não me parece um bom investimento. Para servir de comboio de mercadorias acho a ideia delirante: as mercadorias urgentes são despachadas através de empresas especializadas que usam meios próprios e as mercadorias regulares não necessitam de andar a 350 Km à hora. Mas como disse, estar-me-á a escapar qualquer coisa...

Labels:

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr