2008/05/12

Assassínios por "honra"

Pai de uma iraquiana de 17 anos, sufocou-a e esfaqueou-a até à morte por esta se andar a encontrar com um soldado britânico estacionado em Baçorá.

A minha filha mereceu morrer por se ter apaixonado, disse o monstro.

Em 2007, 47 mulheres foram mortas por terem violado "a honra" da família só em Baçorá e desde Janeiro deste ano a Comissão de Segurança da cidade garante que o número já vai em 36. (fonte: Global, 12 de Maio, pag 11)

Até quando o Ocidente (sempre tão preocupado com os "direitos humanos") vai permitir que estes crimes "tradicionais" contra jovens mulheres que ousam desafiar tradições primitivas, trogloditas e aberrantes, continuem a acontecer?


600 mulheres

Que em silêncio e pacificamente marchavam contra a repressão do Tibete pela China, foram presas em Katmandu, capital do Nepal. (fonte: Meia Hora, 12 de Maio, pag 6)

Labels:

e-mail: criticademusicaATyahooPUNTOfr